O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini

Eu chorei tanto nesse livro. Primeiro livro que li que chorei horrores, eu chorei po não gostar, eu chorei por amar, eu chorei pela história, eu chorei por tudo. Mas é um livro maravilhoso. É uma cultura diferente da do brasileiro, ele é forte, pois lá em Cabul eles tem uma cultura bem diferente, mas é maravilhoso. Li o livro em 2007, e minha nota para ele foi 8.5. Recomendo, mas se vc é o tipo de pessoa extremamente sensível, não leia.

Este é um romance emocionante, envolvente, que nos cativa logo nas primeiras páginas. Livro de estréia de Khaled Hosseini, “O Caçador de Pipas” é uma narrativa insólita e eloqüente sobre a frágil relação entre pais e filhos, entre os seres humanos e seus deuses, entre os homens e sua pátria. Uma história de amizade e traição, que nos leva dos últimos dias da monarquia do Afeganistão às atrocidades de hoje. Amir e Hassan cresceram juntos, exatamente como seus pais. Apesar de serem de etnias, sociedades e religiões diferentes, Amir e Hassan tiveram uma infância em comum, com brincadeiras, filmes e personagens. O laço que os une é muito forte: mamaram do mesmo leite, e apenas depois de muitos anos Amir pôde sentir o poder dessa relação. Amir nunca foi o mais bravo ou nobre, ao contrário de Hassan, conhecido por sua coragem e dignidade. Hassan, que não sabia ler nem escrever, era muitas vezes o mais sábio, com uma aguda percepção dos acontecimentos e dos sentimentos das pessoas. E foi esse mesmo Hassan que decidiu que Amir seria, durante a batalha da pipa azul, uma pipa que mudaria o destino de todos. No inverno de 1975, Hassan deu a Amir a chance de ser um grande homem, de alterar sua trajetória e se livrar daquele enjôo que sempre o acompanhava, a náusea que denunciava sua covardia. Muito depois de desperdiçada a última chance, Hassan, a calça de veludo cotelê marrom e a pipa azul o fizeram voltar ao Afeganistão, não mais àquele que ele abandonara há vinte anos, mas ao Afeganistão oprimido e destruído pelo regime Talibã. Amir precisava se redimir daquele que foi o maior engano de sua vida, daquel dia em que o inverno foi mais cruel.
Este romance já vendeu mais de 2 milhões de exemplares, só nos EUA, está há um ano nas mais importantes listas de mais vendidos do mercado americano e da Europa e já é considerado o maior sucesso da literatura mundial dos últimos tempos.

Anúncios

Sobre alinedal

Sou uma pessoa que adora livros, e que adora escrever também, então decidi juntar essas duas paixões. Vou escrever aqui sobre os livros que li até hoje, e a minha opinião sobre o assunto. Espero que vocês leitores(as) também façam suas sugestões. Então é isso ai!!
Esse post foi publicado em Livros e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini

  1. Carol disse:

    Oi, Aline! Tudo bem, querida? O livro é realmente maravilhoso e supera a versão cinematográfica (o que normalmente acontece). O outro livro deste mesmo autor (A Cidade do Sol) é melhor ainda. Além de mostrar o cotidiano no Afeganistão, é um retrato chocante da guerra e de toda violência que ela implica. A violência por si só, baseada nos costumes, já é terrível. Quando esta se junta à guerra, então… Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s